HOMENAGEM AO C. R. VASCO DA GAMA

O RESGATE E A CONSERVAÇÃO DA MEMÓRIA DE UM GRANDE CLUBE FAZEM DO SEU PASSADO UM EXEMPLO E INCENTIVO PARA NOVAS CONQUISTAS.
ESTE BLOG PRESTA UMA HOMENAGEM AO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA E A TODOS OS COLECIONADORES QUE GUARDAM COM CARINHO A MEMÓRIA E AS GLÓRIAS DE UM DOS MAIORES CLUBES DE TODOS OS TEMPOS, ATRAVÉS DA DIVULGAÇÃO DE IMAGENS DO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO E ACERVO PARTICULAR.
NÃO PERCA, TODA A SEMANA, NOVAS IMAGENS SOBRE COLEÇÕES, ANTIGUIDADES E CURIOSIDADES DO C. R. VASCO DA GAMA.
SEJA UM MEMBRO SEGUIDOR DO MAIOR ACERVO DE COLECIONISMO VASCAÍNO.
O QUE ERA BOM, FICOU AINDA MELHOR.
BEM VINDO, ENTRE... A CASA É SUA!

quarta-feira, 13 de junho de 2018

O Pai de Todos


Quando só as massagens não bastam, Pai Santana se vale de orações 
e muita fé para conduzir o Vascão à vitória.

O PAI DE TODOS

Em São Januário, sua saleta é uma das mais visitadas pelos jogadores. Ali, tudo se cura. Desde uma simples dor muscular até atraso de salários. Um estilo único de trabalhar. Uma mistura de misticismo e ciência que o tornou um dos mais famosos massagistas do nosso futebol: o homem que já cuidou de ministros e até de uma miss Brasil.


"O Mozart Di Giorgio queria trair o Havelange e eu não permiti.
Ele me persegue até hoje por causa disso."

Já se tornou um ritual. Quando os jogadores estão concentrados em São Januário, antes de se dirigirem a seus quartos passam rapidamente por uma pequena saleta em forma de losango que não mede mais dez metros quadrados. Ali, segundo alguns, curam-se rupturas de ligamentos e apressa-se o pagamento de bichos. É a saleta do gongá Pai Santana.
O jornalista Dácio de Almeida conta, por exemplo, que o centroavante Valfrido, antes de começar qualquer tratamento de contusão à base de massagens, pedia que Pai Santana desse uma rezadinha. No Vasco, todo mundo sabe que, antes da conquista do Brasileiro de 74, o técnico Mario Travaglini permitia que um grupo comandado pelo volante Alcir deixasse a concentração, à noite para frequentar as sessões de uma certa tia dotada de poderes extra-sensoriais. Uma atitude, aliás, que contraria toda sua formação de descendente de italianos e aluno do católico Colégio Archidiocesano.
Não se sabe exatamente como é o relacionamento entre Pai Santana e o atual técnico Orlando Fantoni - um católico fervoroso que, segundo dizem, cita Deus em três de cada quatro palavras que pronuncia.
- Não tem problema - diz o Pai. O titio fica na dele e eu na minha.
Pai Santana é Eduardo Santana, 43 anos completados na quarta-feira da semana passada. Massagista do Vasco nos últimos quatro anos, ostenta com orgulho alguns dados preciosos em um currículo que mandou imprimir. Coisas do tipo: em 66, foi massagista da Miss Brasil. Ou seja: preparou-a para as caminhadas de maiô e vestido "longuinho" pela passarela do Maracanãzinho. Em 73, massageou ministros; em 75, altas autoridades militares. Como se vê, muita gente importante já passou pelas hábeis mãos do Pai.
Matéria publicada na revista PLACAR da editora Abril.
Acervo Almanak do Vasco

Nenhum comentário:

Postar um comentário