HOMENAGEM AO C. R. VASCO DA GAMA

O RESGATE E A CONSERVAÇÃO DA MEMÓRIA DE UM GRANDE CLUBE FAZEM DO SEU PASSADO UM EXEMPLO E INCENTIVO PARA NOVAS CONQUISTAS.
ESTE BLOG PRESTA UMA HOMENAGEM AO CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA E A TODOS OS COLECIONADORES QUE GUARDAM COM CARINHO A MEMÓRIA E AS GLÓRIAS DE UM DOS MAIORES CLUBES DE TODOS OS TEMPOS, ATRAVÉS DA DIVULGAÇÃO DE IMAGENS DO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO E ACERVO PARTICULAR.
NÃO PERCA, TODA A SEMANA, NOVAS IMAGENS SOBRE COLEÇÕES, ANTIGUIDADES E CURIOSIDADES DO C. R. VASCO DA GAMA.
SEJA UM MEMBRO SEGUIDOR DO MAIOR ACERVO DE COLECIONISMO VASCAÍNO.
O QUE ERA BOM, FICOU AINDA MELHOR.
BEM VINDO, ENTRE... A CASA É SUA!

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Histórias do Clube de São Januário - 6

O RECORDE

Todo mundo sabe que o recorde das goleadas no campeonato carioca pertence ao Botafogo com os seus 24 x 0 sobre o Mangueira, no ano de 1909. Mas na fase profissionalista o recorde das goleadas é do Vasco da Gama, com o escore de
14 x 1 imposto ao Canto do Rio, no campeonato oficial de 1947. No primeiro tempo o Vasco marcou 5 x 0 e chegou aos 7 x 0 no início do segundo tempo, quando o Canto do Rio fêz o seu tento único, por intermédio de Heitor. Depois o Vasco prosseguiu goleando até o final de 14 x 1. O meia-esquerda Ismael foi o artilheiro principal com 5 goals, cabendo os outros a Maneca, quatro, Dimas, três, Nestor, um e Chico, um. Alberto da Gama Malcher foi o juiz e os quadros formaram assim, em São Januário: VASCO - Barbosa, Augusto, Rafanelli, Eli, Danilo, Jorge, Nestor, Maneca, Dimas, Ismael e Chico. CANTO DO RIO -  Odair (no final Raymundo), Borracha, Lamparina, Carango, Bonifácio e Canelinha, Heitor, Valdemar, Raimundo, Didi e Noronha.

EXTRAÍDO DA REVISTA VASCO Nº 1 / 1971 - GRANDES CLUBES BRASILEIROS - RGE
Acervo Almanak do Vasco

Nenhum comentário:

Postar um comentário